Pular para o conteúdo principal

TRIPITAKA KOREANA - WOODBLOCKS

  


Oi pessoal! Hoje vamos turistar e apresentar um local super bacana de visitar na Coreia do Sul. Você já ouviu falar do Haeinsa Temple Janggyeong Panjeon, com os Depositários para a  Tripitaka Koreana Woodblocks?

O Templo de Haeinsa, no Monte Gaya, é o lar do Tripitaka Koreana, a coleção mais completa de textos budistas, gravada em 80.000 woodblocks entre 1237 e 1248. Os edifícios de Janggyeong Panjeon, que datam do século 15, foram construídos para ser a  casa dos woodblocks, que também são reverenciados como obras de arte excepcionais. Como o depósito mais antigo do Tripitaka, eles revelam um domínio surpreendente da invenção e implementação das técnicas de conservação usadas para preservar esses woodblocks.

Mas afinal o que são esses woodblocks?

São blocos de madeira esculpidas em um apelo à autoridade do Buda na defesa da Coréia contra as invasões mongóis. Eles são reconhecidos por estudiosos budistas em todo o mundo por sua excelente precisão e qualidade superior. Os woodblocks também são valiosos devido suas esculturas delicadas dos caracteres chineses, tão regulares que sugerem que são o trabalho de uma única mão.


Os depósitos Janggyeong Panjeon compreendem dois edifícios longos e dois menores, dispostos em um retângulo ao redor de um pátio. Construído no século 15 no estilo tradicional do período inicial de Joseon, seu design é caracterizado por sua simplicidade de detalhamento e harmonia de layout, tamanho, equilíbrio e ritmo.


Foto: Geoff Steven

 
Foto: Geoff Steven 

Vista do Templo. Foto retirada da internet

É importante lembrar que todo ano há o Tripitaka Koreana Festival (este ano acontecerá de 20 de outubro a 05 de novembro), com inúmeras atrações e o famoso desfile em que as tripitakas são carregadas na cabeça.

Foto retirada da internet

Foto retirada da internet

Foto retirada da internet

Foto retirada da internet
E no museu você pode conhecer um pouco mais de toda essa estrutura e como tudo começou. 




Bacana não é? Anote na agenda e não deixe de visitar esse local cheio de história para contar. Fica a dia!

Siga o nosso blog e fique por dentro de tudo o que acontece na Coreia do Sul!

Fonte: http://whc.unesco.org/en/list/737/

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

FUNERAL NA CORÉIA DO SUL

Eu não achei que eu fosse escrever tão cedo sobre esse assunto mas enquanto tenho vívido na minha memória, gostaria de compartilhar com vocês sobre o funeral na Coreia do Sul. Recentemente minha sogra faleceu e sendo meu marido o primogênito, precisou ficar a frente de todo o processo e eu como esposa sempre acompanhando. Não sei se vocês sabem mas aqui tem o velório tradicional e o moderno e o que posso contar com detalhes é o moderno. Com duração de 3 dias, o funeral inicia com o aluguel de uma sala em que consta um refeitório para receber amigos e parentes e uma sala com o altar para as reverências ao falecido, com foto, flores velas, incensos, frutas etc.. Dia 1 Os homens ficam vestidos de terno preto e blusa branca e as mulheres usam tipo um hanbok preto com laço branco no cabelo. Foto retirada da internet O primogênito além do terno, usou no primeiro dia tipo um jaleco branco, vestido apenas pela metade, para simbolizar o inicio do processo do velór

TOP 5: COMIDAS COREANAS ESTRANHAS

Morando na Coréia obviamente que rola aquele choque cultural e a primeira coisa que eu sinto falta quando viajo é da comidinha de casa. Aqui não seria diferente uma vez que tudo é muito apimentado (tipo apimentado mesmo), carne de vaca é muito cara, se come muito porco e o frango frito coreano é bem famosinho. A primeira vez que vim a Coréia, em 2014, eu precisei de 1 mês para me adaptar e durante esse tempo perdi alguns quilinhos. Kimchi? Nem pensar, eu não queria nem sentir o cheiro. Carne de porco? Nunca tinha comido (eu sempre lembrava das minhas aulas de ciências sobre os vermes que vinham dos porcos kkk) Com certeza prestei atenção nessa aula kkkk Por isso hoje quero mostrar para vocês algumas comidas que eu não como nem que a vaca tussa. Mas vejam só, isso é uma opnião pessoal, não quer dizer que seja ruim apenas que meu estômago não tolera e meus olhos não gostam nem de ver. Vai que você algum dia vem para Coréia e se apaixona só de sentir o cheiro..vai

A SUBCULTURA DA TATUAGEM NA COREIA DO SUL

Oi pessoal, hoje vamos falar de algo polêmico mas super interessante: tatuagem na Coreia do Sul.  Não é ilegal ter tatuagens na Coréia do Sul, mas é ilegal ser um tatuador sem licença médica (isso mesmo que você leu).  Não é ilegal ter uma tatuagem, e não é ilegal fazer uma tatuagem no país. No entanto, a tatuagem é considerada um procedimento médico invasivo. Da mesma forma que um país não permite que alguém execute cirurgia em sua sala de estar, a Coréia do Sul não está disposta a permitir que as pessoas obtenham tatuagens em uma sala de tatuagem. Não, a menos que seja administrado por um profissional médico, pelo menos. Ai você se pergunta, quem iria se matar de estudar por anos, fazer um curso (hiper mega top master difícil) que deve ser medicina, para no final virar tatuador? Minha resposta é: não tenho a menor idéia de quem é o louco! Atualmente, os artistas tatuadores têm que ir para o subsolo, às vezes literalmente, praticar seu comércio. e são encontrados e